Assembleia Freguesia de Vialonga em 26.09.2018


A Sessão da Assembleia de Freguesia de Vialonga, realizou-se no salão da Junta de Freguesia, dos pontos da Ordem de Trabalhos constava uma revisão do Orçamento, o Quadro de Pessoal e a substituição de um vogal do executivo da Junta.

A eleita de freguesia do CDS na Assembleia, Célia Duarte , no período antes da ordem do dia, colocou várias questões ao executivo da Junta, designadamente situações que se prendem com a segurança rodoviária dos peões em várias artérias da localidade, assim como situações relacionadas com a poda de árvores e referiu a situação de uma  residente, que  tem um ramo de árvore a bater numa das janelas da casa, o que impossibilita o uso da mesma.

Também apresentou uma moção relacionada com os transportes, que foi aprovada por maioria.


Moção

Transportes Públicos em Vialonga

As Autarquias Locais, por diretiva comunitária, são quem decide sobre as redes de mobilidade, através das Comunidades Intermunicipais. No caso do nosso concelho a Câmara Municipal delegou as suas competências na Área Metropolitana de Lisboa – AML.

Até final de 2018 têm de ser lançados os concursos internacionais para as redes de transportes. Como irão ser feitos?

Se é com base no que existe, em que por exemplo só mexem, na bilhética reduzindo o número de títulos de transporte, o que no imediato é de considerar, mas é insuficiente. Ou se planeiam melhorar a prestação do serviço à população baseada nas suas reais necessidades e, essencialmente se projetam o futuro da mobilidade da freguesia de Vialonga na rede de transportes.

Através do Instituto Nacional de Estatística , em estudo publicado no passado mês de Julho, ficámos a saber , que a deslocação para o trabalho no concelho de Vila Franca de Xira é a mais elevada da AML, a que que seguem as deslocações para compras, acompanhamento de familiares e os assuntos pessoais.

A afinação das redes de transportes é com os autarcas municipais, que têm de saber quantas pessoas a transportar e para onde.

No caso concreto da nossa freguesia de Vialonga, queremos conhecer se estão a planear uma rede de transportes de maior proximidade , mais flexível e com horários, que sirvam eficazmente a população.

Em termos de transporte público Vialonga pode considerar-se uma comunidade periférica mal servida. Tem muitas pessoas a transportar, e não tem um transporte público de grande capacidade.

Um Bus Rapid será um bom transporte de grande capacidade, economicamente sustentável, de mobilidade suave, portanto amiga do ambiente e socialmente importante. É um modelo de transporte público, que deve ser considerado para a freguesia de Vialonga.

As pessoas têm de ter boas condições de mobilidade para acederem principalmente à habitação, ao emprego, à escola, ao comércio e aos serviços públicos.

Uma fatia importante para o desenvolvimento de Vialonga passa por pensar o transporte público tendo em vista o futuro.

Vialonga em termos de transporte público não pode continuar a andar para o lado, quer andar em frente.

Vialonga, 26 de Setembro de 2018

Célia Duarte

 

Nota: Se esta moção for aprovada deve ser enviada à Presidência da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e à Área Metropolitana de Lisboa.

#

Durante a discussão da moção , Célia Duarte lembrou a importância de se abordar esta temática neste momento, pois que até ao final do ano os concursos internacionais referentes às redes de transportes serão lançados.

Ainda referiu que, a moção representa a preocupação sobre o que se irá passar no transporte público em Vialonga, não só no futuro próximo , mas também a médio e longo prazo.

Assinalando que,  para quem sai para fora do concelho de Vila Franca de Xira , os dois  concelhos para onde mais pessoas se dirigem são Lisboa e Loures, que já estão a tratar de vida nesta matéria. Em Lisboa com a construção de duas novas estações de metro – Estrela e Santos , que com seguimento até ao Cais do Sodré vai tornar a linha verde uma linha circular. Isto até 2021 no máximo prontas em 2022.

A linha amarela passará a ir de Odivelas a Telheiras. Portanto quem usa esta linha para ir para o centro de Lisboa vai ter de sair na estação do Campo Grande para fazer transfer para a linha verde. A acumulação de passageiros nesta estação vai ser mais um constrangimento para quem chega ali de rodoviárias como é o caso dos passageiros de Vialonga.

Em relação a Loures tem como objetivo a construção de um grande Interface de Transportes e quer o Metro a chegar a Loures até 2030. Por isso insistiu,que Vialonga tem de estar em cima da situação, para preparar o futuro nos transportes tendo em vista o desenvolvimento da freguesia.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios
%d bloggers like this: