Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho.


Realizou-se no dia 20 de Abril, no Centro Social para o Desenvolvimento do Sobralinho, a Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho.

Rui Valadas , Eleito do CDS na Assembleia de Freguesia

A Bancada do CDS apresentou a Moção “Cultura e Desporto por uma Freguesia Viva”, aprovada por unanimidade, com o seguinte texto:

As dinâmicas sociais são um vértice essencial do desenvolvimento humano de cada indivíduo, e social de uma comunidade. As cidades modernas querem-se activas, dinâmicas e multifacetadas, de modo a que se permitam ser vividas por todos, desde os mais novos, aos mais velhos. Neste particular, assumem particular relevância o desporto e a cultura, que potenciam a vivência de uma vila ou cidade.

Contudo, a dinamização social implica o envolvimento de todos, a abertura a todos e a participação de todos. Naturalmente, não de uma forma impositiva, mas dando possibilidades que cada um no domínio das suas liberdades e opções individuais, se possam rever num conjunto alargado de actividades e eventos.

As freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho têm um potencial vasto, condições favoráveis, uma população diversificada, as quais não têm sido devidamente aproveitadas. A União de freguesias conta com um conjunto de actividades desenvolvidas pelo seu Movimento Associativo, verdadeiras forças vivas destas freguesias, quer de âmbito desportivo, quer cultural, no entanto, o CDS entende ser possível, e desejável, fazer mais, ir mais além, ser mais audaz!

Está no domínio dos órgãos autárquicos promover e desenvolver a actividade cultural, mas para o efeito, exige-se iniciativa, trabalho, estratégias ambiciosas e projectos sustentáveis. Sempre em conjunto com a população, as associações e colectividades, e também, com as escolas e IPSS’s da freguesia.

Uma freguesia viva, promove a participação activa da sua população, envolve os diferentes agentes económicos, disponibiliza os seus recursos e equipamentos à população, concretizando uma efectiva dinamização social, com mais bem-estar, mais saúde, mais conhecimento, mais iniciativa, mais imaginação!

Estes propósitos exigem a concretização de projectos diversificados e integrados, cartazes culturais e desportivos permanentes, promoção de sinergias entre os diferentes actores envolvidos e uma estratégia, organização e comunicação clara e eficaz.

Neste âmbito entendemos ser vectores e parceiros essenciais de uma política de desenvolvimento cultural e desportivo, as Associações Desportivas e Culturais, as Associações de Pais, as Associações de Jovens, Bibliotecas e Museus, as Escolas e os seus projectos e as IPSS’s, pois pelo desporto e pela cultura também se combate a desigualdade e promove a inclusão social de uma forma activa e participada.

Assim, o eleito do CDS propõe pela presente Moção, o seguinte:

  1. a) Criação, no âmbito da presente Assembleia, de uma Comissão de Cultura e Desporto, com a missão de promover e dinamizar sinergias entre os diferentes actores e produzir as recomendações ao Executivo, que entenda necessárias neste domínio;
  2. b) Promover, no âmbito da Assembleia de Freguesia, um Debate Temático, com possibilidade de realização de edições anuais, com a participação das forças políticas, movimento associativo e população em geral, sobre as questões desportivas e culturais;
  3. c) Apresentar à Escola Secundária Gago Coutinho, um projecto com vista a promover a realização de uma Assembleia de Freguesia Jovem, subordinada ao tema: “A Cultura e o Desporto, no desenvolvimento dos Jovens e das Cidades”.

Caberá à Assembleia de Freguesia, de acordo com as propostas que venham a ser apresentadas, aprovar o Regulamento de funcionamento do Debate Temático e, o projecto de realização da Assembleia de Freguesia Jovem.

Foi, também, apresentada uma Recomendação ao Executivo da Junta de Freguesia da UF de Alverca do Ribatejo e Sobralinho.

Recomendação

Existem em Alverca do Ribatejo, em 2018, professores do primeiro ciclo e educadores do pré-escolar que não dispõe de um computador para apoio às suas actividades, sendo recorrente o recurso a equipamentos pessoais para suprir esta lacuna. Esta situação, que se verifica no final da segunda década do séc. XXI, será comparável à inexistência de quadros e giz nas salas de aulas, nas décadas de 80 e 90 do século passado.

Sendo o recurso às tecnologias da informação necessário e essencial no apoio às funções do pessoal docente, e até mesmo, no desenvolvimento de actividades pedagógicas com as crianças, vem a bancada do CDS recomendar ao executivo:

  1. a) Que proceda ao levantamento de necessidades no que respeita a equipamentos informáticos, em todas as escolas do primeiro ciclo e jardins de infância, existentes nos limites geográficos da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho;
  2. b) Remeter à Câmara Municipal de Vila Franca de Xira o mapa de necessidades que venha a ser apurado, de modo a garantir:
  3. Que no próximo ano lectivo, 2018 / 2019, todas as escolas de primeiro ciclo e jardins de infância disponham de, pelo menos, um computador à disposição de professores e educadores;
  4. Que até ao início do ano lectivo 2020 / 2021, todos os professores de primeiro ciclo disponham de um computador nas salas de aula.

                            III.            Que até ao início do ano lectivo 2020 / 2021, todos os jardins de infância disponham de equipamentos informáticos, em número suficiente, que permitam desenvolver as metodologias pedagógicas adequadas pelos educadores, no trabalho desenvolvido em sala com as crianças.

  • O Sr. Presidente da Junta manifestou concordância com o seu objecto e comprometeu-se a desenvolver as acções apresentadas.

 

No que respeita à votação do Regulamento de Trânsito, com o objectivo de interditar o acesso de viaturas à Praça Eng.º José Vaz Guedes na Malvarosa, o eleito do CDS votou favoravelmente a proposta apresentada pelo Junta de Freguesia, apresentando uma Declaração de Voto.

A Declaração deve-se à opção do Executivo de não avançar para a colocação de pilaretes flexíveis como barreira física no acesso à Praça, fazendo o eleito do CDS saber que o voto favorável, vai no sentido de não obstruir a realização das alterações propostas, nomeadamente, colocação de sinalização de Trânsito Proibido.

Contudo, entendemos que esta não será uma solução ideal e que não contribuirá para solucionar o problema em definitivo.

 

 

 

Anúncios
%d bloggers like this: