TOMADA DE POSSE DOS ÓRGÃOS DE FREGUESIA DA UNIÃO DE FREGUESIAS DE ALVERCA DO RIBATEJO E SOBRALINHO


Realizou-se ontem, 18 de outubro’17 a tomada de posse dos Órgãos de Freguesia da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho. Pela primeira vez o CDS- PP teve assento na  Assembleia de Freguesia  com a presença de Rui Valadas.

O eleito na sua intervenção começou por se referir à tragédia que na passada semana enlutou o nosso País, e  manifestou o seu pesar aos familiares das vítimas. Aproveitou ainda o momento, para publicamente expressar o seu agradecimento aos bombeiros e força de protecção e socorro pelo trabalho desenvolvido no apoio às populações atingidas. 

Para de seguida fazer o seu discurso já integrado como eleito na Assembleia de Freguesia na bancada do CDS-PP

 

Sr. Presidente da Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira.

Sr. Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

Sra. Presidente da Assembleia de Freguesia.

Sr. Presidente da Junta de Freguesia.

Sras. Eleitas e Srs. Eleitos da Assembleia da União de Freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho.

Sras. e Srs..  Autarcas

Sras.. e Srs. Dirigentes do Movimento Associativo

Sras.. e os Srs. Convidados

Alverquenses e Sobralinhenses.

Gostaria de iniciar esta intervenção agradecendo a todos os que me elegeram pelo seu voto e pela confiança demonstrada.

Felicito, também, todos os eleitos para os órgãos da União de Freguesias, e que pelo seu ato de disponibilidade cívica para servir em prol da população, estão na disposição de intervir para melhorar o quotidiano de quem aqui vive, cada um com as suas ideias e propostas, porque ninguém é detentor do saber único.

Desde a implementação do regime democrático é a primeira vez que o CDS-PP obtém representação nos órgãos autárquicos das freguesias de Alverca do Ribatejo e Sobralinho. Cumpre-me assumir com empenho e dedicação essa responsabilidade, primando por manter a nossa identidade e linha orientadora de atuação. E a nossa linha de orientação passa por servir na procura do bem comum, observando sempre o respeito pela dignidade da pessoa humana e pela diversidade, como pilares da democracia humanista e personalista.

No que se refere às nossas preocupações para o mandato que agora se inicia, entre outras, destacamos as seguintes:

Em primeiro lugar, a AÇÃO SOCIAL;

Apesar da boa rede de apoio social desenvolvida pelas IPSS’s existentes na União de Freguesias, a quem envio uma saudação de apreço pelo trabalho desenvolvido e pela constante superação, subsistem preocupações relevantes, em particular, no que respeita aos idosos que se encontram isolados, assim como, com a sinalização e acompanhamento de pessoas portadoras de deficiência ou demências, para as quais uma rede de cuidadores promovida pela rede social poderia dar resposta.

Também a MOBILIDADE, integra uma das nossas principais preocupações;

Neste domínio, é importante sinalizar a necessidade de existir uma ligação à A1 na zona do Sobralinho, que seria determinante na melhoria dos movimentos pendulares e dos circuitos logísticos. Neste tempo, em que a governação deste país não aplica as disponibilidades financeiras que reserva, abstraindo-se totalmente de realizar os investimentos públicos necessários, compete à Câmara Municipal pugnar por esta obra junto do poder central, cabendo à Junta de Freguesia manter o alerta constante sobre esta necessidade.

É, ainda, essencial a reorganização da rede interna de transportes, assim como, a redução dos custos dos títulos para a circulação no interior da União de Freguesias. E conjugando a mobilidade com as políticas ambientais, é de particular relevância o desenvolvimento de uma rede de pontos de carregamento elétricos para viaturas.

A LIMPEZA E HIGIENE URBANA, constitui-se como outro elemento fundamental das nossas preocupações;

As nossas ruas necessitam, urgentemente, de uma operação profunda de limpeza, e para o efeito, necessitamos de uma alteração de paradigma, adotando procedimentos mais eficientes e recorrendo a novos equipamentos e a soluções modernas e tecnológicas. Também o controlo de pragas é uma preocupação devido aos efeitos nefastos que se verificam para a saúde pública.

No domínio da ECONOMIA E DESENVOLVIMENTO LOCAL;

Esperamos que o tão proclamado Cluster Aeronáutico de Alverca do Ribatejo tenha um impulso digno de registo num tempo em que se aproxima o centenário das OGMA, em junho do próximo ano. É, também, determinante o apoio ao comércio local e às pequenas e micro empresas, que em conjunto asseguram uma importante fatia dos empregos na União de Freguesias, o qual se pode consumar através de incentivos, como reduções e isenções na fiscalidade municipal.

As políticas de apoio à JUVENTUDE, DESPORTO E CULTURA, são outra das matérias que não podem ser negligenciadas;

Um território que se quer dinâmico, ativo e sustentável, deve centrar a sua atenção na dinamização cultural e desportiva, e na criação de condições para a fixação dos jovens.

Para finalizar, enunciamos aquela que, talvez, seja a nossa principal preocupação. O combate à ABSTENÇÃO!

Sim, o combate à abstenção. Este combate não se deve cingir, na nossa opinião, a apelos e pedidos de participação nos períodos de campanha eleitoral, e nos dias de reflexão e eleição, por necessidade de providenciar discursos de circunstância.

Para nós o combate à abstenção faz-se todos os dias, todas as semanas, todos os meses do mandato atribuído pelos eleitores. Porque atribuído pelos eleitores, estes merecem o maior respeito e isso consiste em fazer política, com, e para os cidadãos, escutando, compreendendo e apoiando numa perspetiva de proximidade constante.

O combate à abstenção apenas pode ser ganho fazendo política de qualidade, para as pessoas e com as pessoas, pois todos se devem sentir parte do processo político, percebendo a sua relevância, quer os representantes, mas acima de tudo, os representados.

Vamos exercer o nosso mandato com responsabilidade e exigência, tendo sempre presente que o interesse na resolução de problemas e no encontrar de soluções harmoniosas, que melhorem o quotidiano de quem vive na nossa União de Freguesias vai estar na matriz dos nossos atos.

Vivam os Sobralinhenses,

Vivam os Alverquenses.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios
%d bloggers like this: