Quase 78% dos utentes estão satisfeitos com os cuidados de saúde primários


Quase 78% dos utentes estão satisfeitos com os cuidados de saúde primários

11951100_874376192597776_2822131673805055022_n

Inquérito realizado pelo Centro de Estudos e Investigação em Saúde da Universidade de Coimbra revela que quase 78% (77,8%) dos utentes dizem-se satisfeitos com os cuidados de saúde primários, sendo que 84,5% dos inquiridos revela um nível de satisfação entre 60% e 100%.
Os cuidados médicos, de enfermagem ou de secretariado clínico foram as dimensões do inquérito que revelaram um maior índice de satisfação: 80,9%, 82,1% e 79,6%, respectivamente.
A nota mais baixa vai para os tempos de espera. A facilidade em marcar consulta para uma data conveniente e a possibilidade de falar por telefone, quer para a unidade de saúde, quer com o próprio médico de família, e o tempo despendido na sala de espera (61,6%) foram as dimensões em que os utentes revelaram menor índice de satisfação.
A acessibilidade aos cuidados de saúde, os horários de atendimento da unidade conseguem um grau de satisfação de 73%, enquanto a liberdade de escolha do profissional de saúde e possibilidade de uma segunda opinião recolhem 72,8%.
No que diz respeito à qualidade das instalações, constatou-se um grau de aprovação de 76,4%, sendo apenas ligeiramente inferior,
71%, no que se refere à organização da prestação dos cuidados de saúde.
Em relação à satisfação com as respostas dadas pela unidade de saúde às necessidades especiais, como a deslocação de crianças, idosos ou portadores de deficiência, o grau de satisfação medido foi de 83%.
O estudo analisou 444 das 771 unidades de saúde que no país prestam cuidados primários.
“Comparativamente com a análise de 2009, poderá ter havido uma melhoria dos níveis de satisfação que não se pode confirmar por diferenças de metodologia, universo e reporte dos resultados. Todavia, é evidente que, comparativamente com 2009, não houve deterioração na dimensão satisfação, uma das mais importantes na qualidade, havendo níveis de satisfação elevada em todo o conjunto das unidades avaliadas”, conclui o comunicado enviado às redações. – CDSNotícias

%d bloggers like this: