PEDRO MOTA SOARES SUBLINHA DESCIDA DA TAXA DE DESEMPREGO PARA 13,5% EM MARÇO


naom_530e1508d62e4

 «A descida da taxa de desemprego é uma boa notícia para cerca de 70 mil portugueses que saíram desta situação ao longo do último ano», afirmou o Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, sublinhando que «o desemprego desce para todos, mas especialmente para as mulheres e para os jovens». «Há menos 2,2% de desemprego jovem face ao ano passado».

Estas declarações foram feitas aos jornalistas à saída de uma cerimónia de condecoração de instituições sociais, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Referindo-se aos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o Ministro acrescentou ainda que «a descida da taxa de desemprego é uma prova do esforço e da resiliência de empregadores e trabalhadores, bem como uma prova de que a economia portuguesa é capaz de crescer e gerar emprego».

Pedro Mota Soares lembrou também «a aprovação recente, pelo Parlamento Europeu, de um reforço do pré-financiamento para o programa Garantia Jovem, de que Portugal receberá mais 48 milhões de euros que serão utilizados para financiar políticas ativas de emprego».

Questionado sobre o facto de a taxa de desemprego estar ainda muito elevada, apesar da descida de 0,1 pontos percentuais face a fevereiro, o Ministro realçou que, «há dois anos, a taxa esteve quase nos 18%. Se olharmos para a tendência do desemprego desde o início de 2013 até ao mês atual, há uma descida consolidada, apesar de lenta».

A taxa de desemprego foi de 13,5% no mês de março, equivalendo a uma diminuição de 69,8 mil pessoas face ao mesmo mês do ano passado, quando ser verificava uma taxa de desemprego de 14,7%; esta redução correspondente a -1,2 pontos percentuais e refere-se ao grupo estário dos 15 aos 74 anos. Estes dados divulgados pelo INE são estimativas provisórias e ajustadas de sazonalidade.

A taxa de desemprego jovem (dos 15 aos 24 anos) registada em março foi de 33,8%. Em março de 2014, a taxa de desemprego jovens era de 36%, o que representa uma diminuição homóloga de -2,2 pontos percentuais, equivalente a 14,7 mil jovens.

Em relação ao mês de fevereiro de 2015, a taxa de desemprego de março diminuiu -0,1 pontos percentuais, equivalente a -6,8 mil pessoas desempregadas. Isto significa que a taxa de desemprego de fevereiro foi de 13,6% – tendo o INE revisto, como normalmente faz, as estimativas divulgadas em fevereiro.

Para o grupo etário dos 15 aos 24 anos, apesar de ter havido um acréscimo da taxa de desemprego jovem em 0,1 pontos percentuais, o número de jovens desempregados baixou em cerca de -2,5 mil pessoas, devido à variação da população ativa jovem em -8,5 mil jovens.

A taxa de emprego em março de 2015 foi de 56,7%, o que representa um aumento homólogo em 0,7 pontos percentuais (em março de 2014 fora de 56%), correspondente a mais 32,7 mil pessoas empregadas.

A taxa de emprego jovem em março de 2015 foi de 21,9%, o que representa uma diminuição homóloga de -0,3 pontos percentuais (em março de 2014 fora de 22,2%), correspondente a menos 3,1 mil jovens empregados.

Comparando com o mês anterior, houve um aumento em cerca de 6,3 mil pessoas empregadas, a par de um acréscimo da taxa de emprego em cerca de 0,1 pontos percentuais. No grupo etário dos jovens, há uma diminuição da taxa de emprego em -0,6 pontos percentuais, correspondente a mais 6 mil jovens empregados.

http://www.portugal.gov.pt

%d bloggers like this: