Economia cresceu 0,9% em 2014 à boleia do consumo e investimento


Economia cresceu 0,9% em 2014 à boleia do consumo e investimento
card_bandeira_portugal

A economia nacional cresceu 0,9% no ano passado, confirmou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). O valor fica em linha com os 1% que o Governo havia estimado.

De acordo com os dados do INE, o PIB cresceu apoiado na procura interna, num ano em que o consumo e o investimento começaram a recuperar. Os gastos das famílias voltaram a terreno positivo pela primeira vez desde 2010, aumentando 2,1% em termos homólogos. Os níveis de consumo começam a voltar lentamente aos níveis de início da década.

A formação brutal de capital aumentou 5,2%, naquele que foi o melhor ano desde 1999. No entanto, boa parte dessa subida deve-se ao aumento das reservas de valor, ou seja, à aquisição de bens não utilizados na produção, que constituem reservas de valor das empresas. Retirando essa componente, o investimento propriamente dito cresceu 2,3% face ao ano passado. Foi, ainda assim, o melhor ano desde 2007.

Em sentido contrário está a procura externa, que voltou a retirar valor ao PIB, pela primeira vez desde 2009. As exportações somaram 68,5 mil milhões de euros, crescendo 3,4% face ao ano anterior. O problema é que as importações atingiram os 69,9 mil milhões, com um aumento de 6,2%.

Fazendo a conta a preços correntes, ou seja, acrescentando o valor da inflação, o saldo entre as compras e as vendas ao exterior continua a ser positivo 1,2 mil milhões de euros. No entanto, o excedente comercial reduziu-se em 454 milhões de euros face ao registado em 2013.

O INE dá também conta de um crescimento do emprego de 1,4% no ano passado. Foi a primeira vez desde 2008 que houve criação líquida de postos de trabalho.

 

11:15

%d bloggers like this: