FUNDOS COMUNITÁRIOS PARA ECONOMIA DO MAR TOTALIZAM 400 MILHÕES DE EUROS


mam«É necessária garra e muita ajuda – sobretudo técnica – de quem conheça os fundos comunitários, que esteja habituado a tratar com e a perceber Bruxelas, para desenvolver a nova economia do mar», afirmou a Ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, numa visita à Agrobal, no Cartaxo.

Acrescentando que «os fundos comunitários disponíveis para esta área totalizam o valor global de 400 milhões de euros», a Ministra referiu: «Embora este seja um montante mais modesto do que o do setor agrícola (4,5 mil milhões), pode ser casado com os outros fundos, através do Ipimar, e também com fundos da agricultura». «Há algumas interações que podem ser interessantes nesta área».

Assunção Cristas lembrou ainda que «estão mais de 8000 candidaturas ao novo Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) em carteira, que poderão começar a ser recebidas a 15 de novembro».

Por outro lado, «apesar de o PDR 2020 ainda não ter sido aprovado por Bruxelas, já existe uma execução do Programa de 2%, estando o Governo a pagar com dinheiro novo e regras antigas, de forma a garantir que não exista qualquer hiato e que a transição se faça de forma mais suave», acrescentou.

A Ministra referiu também que «a execução do Proder, do anterior quadro de fundos comunitários, QREN, se situa atualmente em quase 88%, sendo realista a meta de atingir os 92% até ao final do ano».

banner_estrategia_mar

http://www.portugal.gov.pt

%d bloggers like this: