Natalidade no concelho de Vila Franca de Xira


CDS-PP de VFXira preocupado com a NATALIDADE e a fixação de casais jovens no nosso concelho apresentou na última ASSEMBLEIA MUNICIPAL em 26/6/2014  a  recomendação, que abaixo  transcrevemos  ao executivo camarário.

fotografia1309_001

Nas últimas décadas Portugal tem vindo a atravessar um processo de transição demográfico, com especial relevo na redução de jovens e no aumento do peso dos idosos, no total da população.
Um factor que tem dominado esta tendência é a acentuada redução da natalidade, traduzida pela diminuição do número de nascimentos, que se cifra em cerca de menos 40% que o desejado para assegurar a renovação de gerações.
A baixa natalidade prende-se com vários factores como o “retardar da maternidade” sendo que a idade média por ocasião do nascimento do primeiro filho ronda os 30 anos, ou seja, um retardar de 5 anos assinalado no último quarto de século. Tal realidade leva a que, se comece a considerar, que em vez das atuais três crianças passem a ser duas crianças para se assinalar uma família como numerosa.
Estas estatísticas e estes números não podem deixar ninguém indiferente, pois revelam tendências decisivas para o futuro dos portugueses.
Ou seja, estas alterações da sociedade portuguesa terão, se nada for feito consequências gravosas no futuro, pois a dimensão do envelhecimento com redução significativa de jovens transformar-se-á num reduzido número de cidadãos em idade activa, com efeitos marcantes no equilíbrio do estado social.
Apesar de ser público o conhecimento desta problemática, até agora pouco tem sido feito para apoiar a renovação das gerações.
É tempo de todos assumirmos a responsabilização pela criação de políticas públicas de incentivo e apoio à natalidade e também na fixação de jovens casais no nosso concelho.
É do conhecimento geral, que este Município arrecada 5% do IRS cobrado aos respectivos residentes, traduzido em mais de 4 milhões de euros, que tem servido para engrossar os seus orçamentos. Este ano fruto dos sacrifícios de todos os portugueses e no caso concreto dos que residem no concelho a verba a arrecadar será maior.
O que o CDS-PP vem aqui sugerir é que parte desta receita seja dedicada a um programa de apoio à natalidade destinado a casais jovens residentes no nosso concelho há mais de um ano.
Um programa elaborado de modo que, compagine o incentivo á natalidade com o enraizamento no nosso Concelho entrosando o valor a atribuir entre uma parte em dinheiro e outra em títulos a usar no comércio local em artigos de puericultura, de roupa e alimentação para bebé entre outros.
Levantámos aqui a preocupação e apresentámos uma sugestão, esperando que esta tenha acolhimento por parte do executivo.

 

 

%d bloggers like this: