15950334Contratos Sociais

20140701TAXA DE DESEMPREGO DE MAIO BAIXOU PARA 14,3%

O Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, afirmou a redução da taxa de desemprego «é um sinal de esperança e de confiança, é certamente um sinal confiança para muitas pessoas que estavam no desemprego e que agora conseguiram voltar ao mercado de trabalho».

Também «é certamente um sinal que estamos a assistir a uma recuperação da economia, é uma recuperação sustentada da economia que nos permite também conseguir resgatar portugueses que estavam no desemprego e conseguir encontrar uma colocação profissional», acrescentou o Ministro que falava em Castelo de Vide na visita a instituições particulares de solidariedade social do norte alentejano.

«É certamente um bom sinal, é um sinal que nos dá confiança e esperança, mas é também um sinal que temos que continuar a trabalhar. É fundamental nós olharmos para estes números, perceber que o desemprego em Portugal esteve em 17,3%, no final do ano passado estava em cerca de 15,6% e continuou-se a reduzir», afirmou Pedro Mota Soares, acrescentando que a rcuperação é «lenta, mas consolidada».

A taxa de desemprego em maio de 2014 foi de 14,3%, segundo os dados publicados pelo Eurostat. Este número está corrigido do efeito de sazonalidade. Esta taxa representa:

  • A consolidação da tendência de redução do desemprego, com a diminuição em -3,1 pontos percentuais (p.p.) da taxa de desemprego corrigida de sazonalidade desde janeiro de 2013 (17,4%), ou seja, 17 meses consecutivos sem aumento do desemprego.
  • A redução do desemprego homólogo em -2,6 pontos percentuais (p.p.), em comparação com a taxa verificada em maio de 2013 (16,9%);
  • A taxa de desemprego de maio é a mais baixa desde novembro de 2011 (14%) – em maio de 2012 foi de 15,4%, e maio de 2013 foi de 16,9%.
  • A diminuição de 145 mil pessoas desempregadas face a maio de 2013, no espaço de um ano, e de 78 mil pessoas desempregadas face a maio de 2012, dois anos antes.
  • A variação homóloga da taxa de desemprego de maio de 2014 é a maior desde janeiro de 1984.
  • Portugal regista a maior diminuição de desemprego em termos homólogos da União Europeia.
  • A taxa de desemprego de Portugal (14,3%) face à média dos 19 países da zona euro (11,6%) diminuiu 2,7 p.p. e recuperou, pela primeira vez, os níveis de 2011; em maio de 2013 a diferença era de 4,9 p.p. (12% na zona euro e 16,9% em Portugal) e em maio de 2012 de 4,2 p.p. (11,2% na zona euro e 15,3% em Portugal).
  • A diminuição em -0,3 p.p da taxa de desemprego de maio (14,3%) relativamente ao mês anterior (14,6%).

A taxa de desemprego corrigida de sazonalidade dos jovens com idade inferior aos 25 anos foi de 34,8%, o que significa:

  • A diminuição em cerca de -4,2 p.p. relativamente a maio de 2013 (quando era de 39%).
  • O desemprego dos jovens diminuiu em cerca de – 15 mil jovens desempregados no período de um ano.
  • O desemprego dos jovens diminuiu em -1,1 p.p. face a abril de 2014 (35,9%).

 

http://www.portugal.gov.pt

%d bloggers like this: