PRODER COM TAXA DE EXECUÇÃO SUPERIOR A 90% ATÉ AO FINAL DO ANO


high_josediogoalbuquerque«Estamos com 83% de execução do atual Programa de Desenvolvimento Rural (Proder) e, se tudo correr como no ano passado, podemos chegar a uma execução de 92% a 94% no final de 2014, o que é muito positivo», afirmou o Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque, em Évora, à saída de uma visita à divisão de investimento da Direção Regional de Agricultura e Pescas.

Acrescentando que «a taxa de execução do Proder está a andar de uma forma rápida e contínua», o Secretário de Estado explicou: «Todas as direções regionais têm feito validação de despesa de pagamento à volta de 55 a 60 milhões de euros por mês».

Por sua vez, «o Governo está a preparar o novo Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2014-2020), esperando que este comece a funcionar no final de 2014», referiu José Diogo Albuquerque. «Ao abrigo do regime de transição do atual para o novo programa, já deram entrada nos serviços do Ministério da Agricultura cerca de 8300 candidaturas, das quais mil já foram aprovadas».

«As 8300 candidaturas apresentadas têm um investimento associado de 1,2 mil milhões de euros» e «as mil já aprovadas envolvem um investimento de cerca de 124 milhões de euros», afirmou ainda o Secretário de Estado, sublinhando que «tudo o que está em regime de transição, equivale a um ano normal de execução do Proder», donde, «entre um programa e o outro não haverá qualquer hiato».

E concluiu: «As verbas deste ano – que estimo que serão cerca de 500 ou 600 milhões de euros, vão ser absorvidas já pelo próximo quadro».

 fonte:gov.pt

%d bloggers like this: