Dublin – Portas e o discurso pela preservação do modelo europeu

Paulo Portas discursou hoje em Dublin, destacando a importância de reformar a economia social de mercado e o modelo social europeu, para que sejam preservados, já que se tratam de traços distintivos da Europa, avança o Expresso.

naom_53199f523d570

“A crise de 2008 nasceu dos excessos das instituições financeiras e os cidadãos pensam, não sem razão, que a responsabilidade da crise é do sector bancário e que estão a pagar por essa responsabilidade”, disse esta manhã o vice-primeiro-ministro português, no Congresso do Partido Popular Europeu, em Dublin.

Por isso, no entender de Paulo Portas, a economia social de mercado e o modelo social europeu precisam de ser reformados, para que sejam preservados, com 2014 a destacar-se como o crescimento, com foco na “revalorização da ideia de empresa”.

“Todas as políticas sociais estarão a termo em crise, pelo que questões como a família, a conciliação do trabalho e da família e da fiscalidade neste âmbito são tão importantes como as do crescimento”, afirmou o líder do CDS.

Essencial para o governante português é também a concretização da união bancária, que dissipe a desigualdade com que as empresas estão a ser tratadas nos mercados.

http://www.noticiasaominuto.com

Anúncios