Governo reforça em 25ME verba para apoio a famílias em declarada carência


484651_478202848881781_471642320_nLPMS
O ministro da Solidariedade e Segurança Social anunciou hoje o reforço em 25 milhões de euros da verba para prestações pecuniárias de carácter eventual, que servirá para auxiliar quem se encontre em situação de “emergência social”.

Perante os deputados, na sequência de uma interpelação ao Governo feita pelo Bloco de Esquerda sobre políticas sociais, o ministro Pedro Mota Soares defendeu que o Estado Social passa por conseguir “reforçar as respostas aos casos mais urgentes” para de seguida anunciar o reforço da verba para prestações pecuniárias de carácter eventual.

“São apoios a situações concretas, pessoas e famílias, que em situação limite, em caso de emergência social, podem ser atribuídos em casos de declarada carência”, revelou o governante.

Mota Soares adiantou que o reforço é de 25 milhões de euros e “servirá para a aquisição de bens de primeira necessidade, realizar despesas inadiáveis ou fazer face a um facto inesperado com que muitas famílias em situação extrema se deparam”.

Durante o seu discurso, Mota Soares aproveitou também para revelar que o banco de medicamentos distribuiu já 40 mil embalagens, doadas por 25 empresas farmacêuticas, no valor global de cerca de 250 mil euros, o que “ultrapassa as expectativas inicialmente traçadas”.

Lusa

%d bloggers like this: