Resposta pronta


Mau tempo
Agricultores podem recorrer ao PRODER para pagar prejuízos

min_agricultura

A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, afirmou hoje que os agricultores podem recorrer ao PRODER e a linhas de crédito bancário para pagar os prejuízos provocados pelo mau tempo, mas não adiantou valores.

Questionada sobre os apoios a que os agricultores podem recorrer para cobrir estes custos, Assunção Cristas afirmou que “há a possibilidade de acionar o PRODER, nomeadamente a medida de reposição da capacidade produtiva, o que já aconteceu noutras situações em que estufas ficaram danificadas pelo mau tempo”.

Segundo a ministra, que falava à margem de uma conferência sobre o mar, organizada pelo Diário de Notícas, podem também “ser mobilizadas para estas situações” as linhas de crédito que foram previstas para apoiar projetos no âmbito do PRODER e que resultam de protocolos recentemente assinados entre o Governo e alguns bancos.

Assunção Cristas declarou que já há um primeiro levantamento dos estragos feito durante o fim de semana pelos diretores regionais de agricultura e técnicos que estiveram no terreno, mas considerou que “é prematuro avançar números”.

Póvoa de Varzim, Caldas da Rainha, bacia do Mondego e Ribatejo foram as zonas mais afetadas pelo temporal que só poupou o Sul do país.Assunção Cristas disse que o Alentejo não registou ocorrência e no Algarve as situações relatadas foram “mínimas”.

As estufas foram as estruturas mais afetadas.

 

Económico com Lusa  21/01/13

%d bloggers like this: