Agricultura: nova linha de crédito de 150 milhões

Agricultores podem ter acesso à linha PME Crescimento

Os agricultores vão poder aceder a uma nova linha de crédito, de 150 milhões de euros, através da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo, e à linha PME Crescimento, até agora disponível apenas noutras áreas, anunciou a ministra Assunção Cristas.

Após a assinatura do protocolo entre o ministério da Agricultura e a entidade bancária, decorrida em Lisboa, a governante assinalou que neste momento o principal problema dos agricultores é o financiamento e que tem encontrado em todo o país agricultores que querem executar projetos que já estão aprovados e não têm meios para o fazer.

O objetivo desta linha, prosseguiu a governante com a pasta da Agricultura, «é garantir o acesso mais célere e mais priveligiado» a estes agricultores, criando «uma via verde» para projetos que já passaram pelo crivo da administração pública e foram aprovados no âmbito do PRODER.

Assunção Cristas adiantou, segundo a Lusa, que o objetivo é abrir este tipo de protocolos a todos os bancos interessados.

A ministra anunciou igualmente que as empresas agrícolas e do setor agro-industrial vão poder passar a candidatar-se à linha PME Crescimento, estando «a ser fechados aspetos de detalhe» para que esta possibilidade se concretize.

O presidente da Caixa de Crédito, João Costa Pinto, disse que a taxa de juro que será aplicada nestes empréstimos «não está definida à partida», mas garantiu condições mais favoráveis aos agricultores como bonificações que podem ir até 50% e uma «apreciação expedita» dos pedidos.

A Linha PME Crescimento foi criada depois da tomada de posse do Governo, com uma dotação de 1.500 milhões de euros.

 

agenciafinanceira.iol.pt

Anúncios