CDS desconfortável pede mais cortes na despesa


Sete deputados do CDS não aplaudiram Passos Coelho no final do discurso no debate das moções de censura do PCP e do BE.

O CDS, que tem demonstrado no debate algum desconforto com vários deputados a ficarem sentados na hora de aplaudir o primeiro-ministro, reiterou pela voz do líder parlamentar que está certo que “o processo orçamental” trará mais cortes na despesa, elencando as PPP ou os consumos intermédios como hipótese.

Nuno Magalhães acusou ainda as bancadas da esquerda de “todos os dias apresentarem propostas para aumentar a despesa”, que é exactamente o que obriga a “um aumento significativo da carga fiscal”.

economico.sapo.pt

%d bloggers like this: