PORTUGAL REGISTA SUPERÁVITE DE 30 MILHÕES DE EUROS NA VENDA DE AZEITE, PELA PRIMEIRA VEZ


«Este ano, pela primeira vez, temos um superávite de 30 milhões de euros, o que significa que estamos a vender azeite de melhor qualidade do que aquele que importamos, o que também é bom»,afirmou a Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas.

Durante a cerimónia de inauguração do lagar de azeite da Casa Agrícola Cortez de Lobão, na Herdade Maria da Guarda, na freguesia de Vale de Vargo, em Serpa, a Ministra destacou ao aumento da produção de azeite nacional que, dentro de «dois ou três anos»,poderá fazer com que Portugal seja autossuficiente.

«Este ano ainda não somos autossuficientes em termos de quantidade, mas falta-nos pouco», frisou a Assunção Cristas, acrescentando que «basta ver a evolução de olivais recentemente plantados os quais, daqui a dois ou três anos, vão começar a produzir em força».

A Casa Agrícola Cortez de Lobão, através da Sociedade Agrícola da Herdade Maria da Guarda, plantou, entre 2006 e o início deste ano, 1,1 milhões de oliveiras, o que faz dela o maior olival 100% português.

Durante a sua intervenção na cerimónia de inauguração do projeto a Ministra anunciou também que, no próximo dia 15, vai abrir um novo concurso do Programa de Desenvolvimento Rural (Proder) com duração até 2015, para «apostar e ajudar no investimento».

Assunção Cristas referiu ainda que existe cada vez mais gente«interessada na agricultura» e que, desde julho de 2011, aquando do início da medida de apoio à instalação de jovens agricultores aberta em permanência, tem-se assistido a uma média de 200 jovens agricultores candidatos por mês, o que «é muito significativo».

Sobre o Alqueva, a Ministra reiterou que o projeto precisa de mais 500 milhões de euros de investimento e que o mesmo continua a ser uma «prioridade» do Governo, prevendo-se a sua conclusão para 2015.

portugal.gov.pt

 

%d bloggers like this: