CDS-PP: Não faz sentido mais medidas do lado da receita


CDS-PP: Não faz sentido mais medidas do lado da receita

Neste momento, estando como possível o cumprimento da meta, não faz sentido falar de mais austeridade”, afirmou João Almeida aos jornalistas no Parlamento, depois de questionado se, face à execução orçamental conhecida hoje, poderá haver mais austeridade.

De acordo com os democratas-cristãos, “nunca se poderá pôr como prioridade, numa altura de dificuldade como esta e analisando já os riscos orçamentais do lado da receita, que se fossem tomar novas medidas do lado da receita”.

“Aí, era estar a tentar resolver o problema provavelmente agravando o próprio problema e isso não faria sentido”, sublinhou.

“Se fosse preciso tomar outras medidas, sinceramente, parece-nos que se tinha que explorar em primeiro lugar todas as medidas do lado da despesa, até porque do lado da despesa o Estado está a conseguir cortar”, afirmou.

O CDS-PP referiu que “o Governo assumiu já que os dados da execução orçamental de maio revelam um aumento das incertezas e dos riscos da execução deste Orçamento”, recordando que o partido reconheceu desde “o início” que a execução era “difícil”, “especialmente em relação ao lado da receita, porque era muito exigente em função dos aumentos de impostos determinados pelo memorando de entendimento”.

Lusa/DN

%d bloggers like this: