Governo conclui pagamento aos agricultores na próxima semana


Assunção Cristas vai avançar com pagamentos dos restantes 20% dos apoios comunitários. Em causa estão 120 milhões, em atraso há sete meses
 

A ministra da Agricultura anunciou esta sexta-feira que o Governo deverá pagar na próxima semana os restantes 20% dos apoios comunitários diretos aos agricultores de 2011, num total de 120 milhões de euros, em atraso há sete meses.

Segundo Assunção Cristas, o Governo devia ter pago o total dos apoios em dezembro de 2011, mas, devido ao atraso na revisão do parcelário agrícola, a Comissão Europeia, com «muito boa vontade» e após «muita negociação», «deixou pagar 80%».

«Previsivelmente, no final da próxima semana serão pagos os 20% que estavam a faltar, num total de 120 milhões de euros», disse a ministra, citada pela Lusa, em Ferreira do Alentejo à margem de um encontro com agricultores e antes de visitar campos de cereais no concelho de Beja.

Desta forma, o Governo consegue «completar os pagamentos diretos de 2011» e «estancar a devolução de centenas de milhões de euros a Bruxelas», frisou Assunção Cristas, que, num dos campos de cereais que visitou no concelho de Beja, assistiu à colheita de trigo, a bordo de uma ceifeira-debulhadora.

Assunção Cristas lembrou que Portugal está «a pagar uma multa de 45 milhões de euros», «a negociar o valor de outra multa de 122 milhões de euros» e «à espera» de mais duas multas, «tudo por conta do período anterior a 2011».

«É muito duro tanto dinheiro ser entregue a Bruxelas por conta de um trabalho [revisão do parcelário agrícola] que não foi feito ao longo de sete anos», disse, frisando que «o objetivo número um» do seu primeiro ano de governação era «resolver» a questão da revisão do parcelário agrícola para se poder pagar os apoios diretos aos agricultores.

Segundo a ministra, «a ameaça da Comissão Europeia era de que nada se podia pagar» dos apoios de 2011, mas o Governo conseguiu negociar o pagamento de 80% em dezembro, ficando o pagamento dos restantes 20% para o final da revisão do parcelário agrícola, um processo que já está concluído.

%d bloggers like this: