Hipotética queda do Governo teria consequências graves


 
nuno-magalhaes_not_baixo

O presidente do grupo parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, disse hoje que os portugueses “compreenderão mal” que se discuta a eventual queda do Executivo liderado por Pedro Passos Coelho, sustentando que teria consequências “muitíssimo graves” para no País. 

“Penso que esses portugueses compreenderão mal que estejamos a discutir uma eventual queda do Governo que levaria Portugal a uma situação que noutros países traz situações muitíssimos graves para o seu quotidiano”, afirmou Nuno Magalhães, que comentou desta forma o anúncio feito pelo secretário-geral do PCP da apresentação de uma moção de censura ao Governo. No entanto, o deputado do CDS considera que a apresentação de uma moção de censura “é um direito regimental e constitucional” dos partidos.

 Contudo, defendeu o líder parlamentar do CDS, os portugueses, que “estão a fazer enormes sacrifícios”, sabem que “houve eleições há um ano, das quais saiu uma maioria coesa e sólida”, que “o maior partido da oposição no essencial tem sabido honrar o compromisso que assinou, e que há um acordo de concertação social que vai além da maioria política”. 

 A moção de censura ao Governo apresentada pelo PCP vai ser debatida no dia 25 de junho.

%d bloggers like this: