PAULO PORTAS DESTACA IMPORTÂNCIA DA ESTABILIDADE POLÍTICA EM PORTUGAL e MANIFESTA-SE CONTRA BOICOTE AO EURO 2012


«Com certeza que a situação da Grécia para qualquer pessoa lúcida só pode ser motivo de preocupação. Mas também é preciso afirmar que as decisões sobre o futuro da Grécia vão ser tomadas pelo povo grego», sublinhou o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas em Bruxelas, no final de uma reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia. O chefe da diplomacia portuguesa enalteceu a coesão social e estabilidade política em Portugal, diferenciando o País da Grécia.

«Assinalo pela positiva – porque é nestes momentos que os portugueses podem medir a diferença – a importância de ter estabilidade política e não crises permanentes, consenso social e não sociedade completamente fraturada, e a importância de ter uma atitude de cumprir para ser visto no mundo como um país cumpridor e não que hesita» – disse ainda o governante português.

A situação na Ucrânia e na Síria dominaram parte da agenda da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros europeus, em Bruxelas. Portugal manifestou-se contra um boicote aos jogos do campeonato europeu de futebol na Ucrânia, afirmou o Ministro dos Negócios Estrangeiros, segundo quem as diferenças políticas com Kiev devem ser tratadas «noutra sede».

«Para nós, portugueses, há uma coisa que é evidente: o Euro2012 é um evento nacional, tanto para os ucranianos do regime como para os ucranianos da oposição, é um evento internacional, em que está envolvido a Polónia, que é um membro da União Europeia, e é um evento sobretudo desportivo, que não deve, a nosso ver, ser contaminado pela política», afirmou.

%d bloggers like this: