.GREVE PARA QUÊ?


Sem objetivos concretos mas com muita propaganda a CGTP tem mais uma greve marcada. Esta greve passa principalmente pela paragem de empresas públicas de transporte. Na maioria destas empresas quem aí trabalha tem um vasto número de regalias pagas com o dinheiro de todos nós e que vão desde transporte gratuito ou a preços reduzidos para familiares até barbeiro gratuito, como na Carris de Lisboa. Esta greve vem agravar ainda mais as contas do País, que se encontra numa situação difícil e nunca anteriormente vivida, pois em Junho de 2011 já não havia sequer dinheiro para pagar salários e pensões e por outro lado causar transtornos e problemas a quem quer ir trabalhar e não se consegue deslocar perdendo dinheiro por faltar ou chegar em atraso ou mesmo para evitar maior conflito acabar por prescindir de um dia de férias. Na realidade quem precisa de transporte públicos para ir trabalhar, como é o caso no nosso concelho pode vir a sentir esse efeito e a vontade da sua opção pelo direito a trabalhar condicionada por uma minoria, que servindo-se de empresas de transportes pagas com o dinheiro dos contribuintes, não hesita em causar mais transtornos às pessoas e maior desgaste às finanças do país, sobrepondo a tudo isso interesses pessoais e de facção. O que está em causa não é o direito à greve, mas o respeito devido à maioria que vivendo uma situação difícil quer mais do que nunca trabalhar para superar esta crise a que nos conduziram.

%d bloggers like this: