Governo aprova contratos para investimentos de 180 milhões

O Governo aprovou as minutas de contratos para um investimento total de 180 milhões de euros e respectivos beneficios fiscais, nas áreas do turismo, da indústria de produtos alimentares, do têxtil, do vidro, da madeira, da produção de material aeronáutico e eólico e da fabricação de máquinas e equipamentos.
Numa primeira resolução, hoje publicado em Diário da República, o Governo aprova as minutas dos contratos no valor de mais de 125 milhões de euros.

Os contratos aprovados e publicados, hoje, em Diário da República prendem-se com o projecto turístico da Royal Óbidos, com o investimento da Nestlé Portugal, da Santos Barosa – Vidros, e da Monliz— Produtos Alimentares do Mondego e Liz.

Inclui ainda o contrato de concessão de benefícios fiscais, a celebrar entre o Estado Português, representado pela AICEP e a Borgstena Textile Portugal, a Frezite, a Arsopi – Thermal, a Pelletsfirst — Produção, Comercialização de Pellets de Madeira, a Motofil Serviços e a Arcen Engenharia.

A segunda resolução aprova minutas de contratos no valor acima dos 55 milhões de euros referentes aos projectos da VMPS — Águas e Turismo e da Epedal— Indústria de Componentes Metálicos.

Estes contratos prevêem beneficios fiscais, em consequência do investimento das citadas empresas que não estão discriminados em Diário da República.

C/Jornal de Negócios

Anúncios

FALAR AO PAÍS, OUVIR OS JOVENS