Paulo Portas anuncia apoios a empresas que investem 100 milhões


O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, anunciou hoje a concessão de incentivos de natureza fiscal e contratual a oito empresas que representam investimentos superiores a 100 milhões de euros.

Estas medidas protegem 2.300 postos de trabalho e permitem a criação de mais 130 empregos. Quando uma empresa cumpre os objectivos que assinou, tem todo o direito a ter um incentivo, que é um prémio para continuar a investir e a criar postos de trabalho”, afirmou Paulo Portas.

Estes incentivos foram aprovados em conselho de ministros, esta semana, sob proposta da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), tutelada pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Com esta medida, serão apoiadas empresas na área dos cereais (Avanca), moldes (Marinha Grande), vinhos (Oliveira de Azeméis), produtos alimentares (Alpiarça), estofos e tecidos para automóveis (Nelas) e turismo (Óbidos).

Paralelamente, acrescentou Paulo Portas à margem de uma visita oficial a Ponte de Lima, três empresas vão deixar de receber os incentivos no âmbito do mesmo programa da AICEP, porque “não cumpriram os objectivos de criação de emprego e investimento”. “Quem cumpre tem, quem não cumpre perde”, rematou o ministro.

Além destes oito investimentos apoiados directamente pela AICEP, foram aprovados ainda apoios do género a outras quatro empresas, mas através do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), tutelado pelo ministério da Economia.

%d bloggers like this: